sexta-feira, 13 de maio de 2016

Rosana Selicani... Uma história e tanto... Parte 2

Certo dia ouvindo a música Tudo Novo de Novo, de Paulinho Moska, pensei com meus botões: “Espero um dia escrever uma história que caiba nesta música”... E não é que a história de Rosana Selicani cabe perfeitamente... ?!?!


Ela começou colocando um ponto final na sua história a partir do dia que saiu da UTI e jamais esqueceu da sua vida dali para trás, fez de suas limitações físicas a sua força e se pôs a viver com garra e determinação, pois tudo na vida tem fim.  Sentia que havia um sol diferente no céu, e nada poderia ser tão triste assim, afinal, ela estava viva, deu a luz a um lindo menino, Victor Selicani, e contou com total apoio do seu marido, Ney Messias, com quem completará 25 anos de casada no mês de junho deste ano, e também tem uma filha, Juliana Selicani e um enteado, Lucas Magalhães. 
Foto: Família de Rosana Selicani
Fonte: Acervo de Rosana Selicani

Começou a nadar quando seu filho tinha 8 anos, em março de 2000, período em que Sogabe ia se candidatar a vereador e tinha um projeto de fazer uma piscina para pessoas com deficiência física em São José dos Campos. Ele realmente fez a tal piscina e pediu apoio a ela para participar do evento de inauguração como uma simples munícipe com deficiência. Muito embora ela já tivesse 34 anos de idade, fosse fumante e nadasse muito mal, Sogabe acreditou nela e ela sabia que precisava mergulhar, literalmente, do alto de onde já havia subido. Uma força interior lhe dizia que deveria aceitar aquele desafio. No começo foi muito estranho, segundo ela mesma diz, quando tirava a prótese perto dos outros, chamava mais atenção do que mulher pelada... !!!

Ela já dirigia, já era muito independente e contou com a sorte, quando foi entrevistada pela nadadora Joseense Fabíola Molina. Depois de perceberem sua determinação, separam uma raia exclusiva para ela e no ano seguinte começou a competir representando a cidade de São José dos Campos, tornando-se uma das paratletas mais importantes da nossa região na atualidade. De lá para cá cravou seu nome no esporte regional e a cada competição é tudo de novo. Inúmeras provas e incontáveis premiações. Por amor a vida e por paixão ao esporte ela vai fazendo da sua trajetória uma nova canção nem que seja uma outra versão. 

Foto: Premiação
Fonte: Acervo de Rosana
Então se você, caro leitor, se sentir triste, desmotivado, sem vontade de cantar uma bela canção, lembre-se deste nome: Rosana Selicani, que além de exímia esportista também está, não só se descobrindo como palestrante motivacional, como também, prestes a completar 50 anos de idade, se aventurando no mundo da dança, graças a mais um daqueles anjos que surgiram na sua vida. Vanessa, que é responsável pelo grupo Anjos d’Arte, está fazendo com que Rosana Selicani leve a diferentes públicos sua história de superação.

Rosana Selicani, foi um prazer imensurável em conhecê-la e obrigado por nos ensinar que devemos celebrar nossa própria maneira de ser com essa luz que acabou de nascer quando aquela de trás apagou!!!

Grande Abraço,

Eduardo Caetano